terça-feira, 24 de maio de 2016

As Violetas de Março - Sarah Jio


Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.
As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.


RESENHA:
24/05/2016

Eu não conhecia esse livro nem a escrita dessa autora. Quando o encontrei, achei a premissa muito interessante e a classificação dele no Skoob era bem alta, por isso passei-o na frente dos outros.

Tentei escrever uma resenha pra esse livro mas depois percebi que estava repetindo as mesmas palavras do resumo e falar mais do que isso seria estragar a leitura.
Vou tentar passar o que eu achei da estória sem revelar nada importante.
A estória fica interessante no ponto que Emily lê o diário. Ficamos curiosos em saber quem foi Esther e seu grande amor, Elliot e se acabaram ou não juntos.
O diário não conta a vida toda dela, mas sim seus últimos momentos mais significantes.
O livro é narrado em primeira pessoa pela Emily e o que gira ali em torno dela não é muito interessante. Os pontos altos foram quando ela sai em busca de respostas pra saber mais sobre as pessoas do diário.
Esther na minha opinião tá longe de ser heroína de qualquer coisa. Uma mulher confusa e extremamente precipitada. Todas as suas decisões mais importantes foram tomadas por impulso, e mesmo se arrependo sempre ela não muda seu comportamento.
Achei que ela foi imatura e impulsiva, já Emily, apesar de não ter vivido grandes momentos como a mulher do diário, foi mais pé no chão e mais madura.
Claro que os personagens são diferentes, mas se tratando da vida de duas mulheres fica impossível não fazer uma breve comparação.
Apesar de toda enrolação que foi o livro, ninguém querendo contar nada e os segredos e mistérios só aumentando, o final melhorou consideravelmente e amarrou todas as pontas que a autora deixou pelo caminho.
Não foi um livro inesquecível, mas gostei muito da maneira que a Sarah conduziu a estória para um final bem emocionante.

LIVRO SEM LINK PARA DOWNLOAD

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Romance Com o Duque - Tessa Dare - [Castles Ever After # 1]


Izzy sempre sonhou em viver um conto de fadas. Mas, por ora, ela teria que se contentar com aquela história dramática.

A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.

Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.

Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.

Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque

RESENHA:
20/05/2016

Primeiro livro da autora que leio e apesar das primeiras páginas não ter me empolgado tanto, acabei gostando demais!!!

Isolde vive sozinha após a morte do pai, praticamente na miséria pois um primo que a odeia herdou os direitos pelas estórias que o pai escrevia.
Mas sua vida muda quando ela herda um castelo, porém não sabia que junto com ela vinha um duque!
Ele reclama seus direitos e diz nunca ter vendido seu castelo, e ela se recusa abandonar seu novo lar mesmo por que nem tem pra onde ir.
O duque é um homem amargurado, solitário e difícil de se conviver mas Isolde com sua persistência e carinho vai conseguindo o que deseja.

Não é um livro histórico que estamos acostumadas a ler. Ele tem uma deficiência mas que não o impede que viva melhor, porém ele se recusa a melhorar. Apesar de ser um homem muito bonito, não é um modelo de vaidade... vive amarrotado, com a barba por fazer e não tem muito bons modos.
Ela não é um modelo de beleza, do cabelo indomado e que nunca atraiu a atenção de nenhum pretendente.
Sem falar no castelo: Um lugar caindo aos pedaços que foi saqueado, empoeirado com ratos e morcegos!!
Ah mas você vai me perguntar: Qual a graça de ler um livro assim?
E te digo: É muito engraçado, é muito bom!!! Ri várias vezes lendo, o duque é muito desbocado! E é muito, muito hot!

A estória entre eles é diferente, sem aqueles atrativos de bailes, festas e carruagens, é um livro atípico.

Só não dei 5 estrelas pra ele por que o final deixou a desejar na minha opinião. Esperava algo diferente, mais impactante e foi sem surpresas. Também achei os momentos finais bem fantasioso, teatral.... mesmo pra esse livro tão diferente.
Mas gostei demais, com certeza lerei os próximos da série (haja séries!) e recomendo!

SEM LINK PARA DOWNLOAD!

quinta-feira, 12 de maio de 2016

A História de Nós Dois - Dani Atkins


Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada.

Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse.

Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal.

Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou...

Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?


RESENHA:
12/05/2016

Muito difícil resenhar esse livro. Fiquei simplesmente apaixonada por ele!

Depois de um acidente terrível com o carro em que as 3 amigas estavam, a vida de Emma vira de ponta cabeça.
Até então noiva e apaixonada pelo namorado, Emma se vê com o coração dividido entre ele e o homem que a salvou antes que seu carro incendiasse.
Com o passar dos dias, ela descobre coisas que põe em dúvida esse amor por Richard, o noivo e Jack vai ganhando mais espaço no seu coração. Ele é o homem que toda mulher sonha.
Além dessa confusão amorosa que Emma se encontra, tem também a mãe que sofre de Alzheimer e é bem retratado no livro. Os sentimentos de amor, angústia e muitas vezes de impotência, faz você vidrar de uma tal maneira na estória que fica difícil abandonar a leitura.
Eu fiquei na torcida o livro todo com que ela deveria ficar, mas a autora não revela nada até o final e fiquei em dúvidas se seria mesmo aquilo que eu imaginava. Ao contrário de outros livros de romance que fica óbvio quem será o escolhido.
A escrita é ágil, os diálogos são bem escritos e não deixa a estória cansativa. Quanto mais o enredo evoluía, mais eu queria ler. Queria saber logo o final, mas não queria que o livro acabasse.
E como no primeiro livro, o final foi surpreendente. E também entrou pra minha lista de favoritos.

Li o primeiro livro da autora - Uma Curva no Tempo - e adorei a escrita dela. Logo fiquei ansiosa por um segundo livro e imaginei se ela conseguiria me surpreender como na primeira vez. A resposta é sim!
E quando finalizei a leitura, já me sentindo orfã dela, fiquei confusa... não entendi direito que final foi aquele. Então peguei algumas partes específicas do livro, reli e finalmente entendi aquilo. Fiquei chocada.
Ah e antes que me esqueça: Que capas são essas? Tanto a do primeiro livro como essa, são lindíssimas!
Dani Atkins acabou de ganhar um lugarzinho especial entre minhas autoras preferidas!

LIVRO SEM LINK PARA DOWNLOAD!

Uma Curva no Tempo - Dani Atkins


"E se a vida lhe desse uma segunda chance?"

A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona?

A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

RESENHA:
28/02/2016

Esse livro foi uma linda surpresa! Eu já tinha visto, achei a capa uma graça, mas não tive interesse em nem ao menos ler a sinopse... não sei por quê.
Depois de ouvir uma pessoa comentando que ele era maravilhoso, aí sim fui me interessar. Olhei no Skoob a qualificação dele, mas não li resenhas. Muitas delas tem spoilers e estragam o livro.
Então esse é mais um que peguei pela quantidade de "estrelinhas" dadas à ele.

Rachel tem apenas 18 anos, tem um namorado que a ama e está se formando no colégio com um futuro promissor à frente.
Numa noite ela e seus amigos vão à um restaurante numa despedida, pois cada um irá seguir seu caminho.
Só que um carro desgovernado atinge a janela onde eles estão sentados e para salvá-la de ser atingida, seu melhor amigo Jimmy acaba falecendo.
Ela fica muito ferida, fica meses internada e sua vida acaba não sendo nada daquilo que ela sonhou. Acabou se transformando numa garota triste, com uma profissão que não era a que ela almejava, com uma cicatriz profunda no rosto, um pai doente e culpada pela morte do seu grande amigo.

Cinco anos depois, eles voltam a se reunir para a despedida de solteira da amiga Sarah. No início o clima entre eles é estranho, todos tomando cuidado para não falar do Jimmy apesar do nome ficar pesando entre eles o tempo todo.

Rachel com muita dor de cabeça, algo frequente nos últimos dias, vai embora mais cedo mas depois de alguns acontecimentos ela passa mal e é levada ao hospital novamente.
Quando ela acorda sua vida não é mais nada daquilo!
Seu amigo está vivo, ela está formada e noiva e seu pai não está doente. Sua vida está perfeita! Mas porque ela não tem nenhuma lembrança de como tudo isso aconteceu? Por que as lembranças desses últimos 5 anos são tristes? O que está acontecendo?

Mesmo sua vida estando perfeita, ela ainda quer saber o que aconteceu, por que tudo isso mudou, mas fica difícil quando ninguém acredita nela e acha que ela tem algum problema sério na cabeça.
O único que parece acreditar é Jimmy, que a ajuda a ir atrás de pistas da sua suposta "outra vida".

Se ela nunca viveu aquela vida, como ela sabe endereços e nomes de pessoas? Você fica afobada para saber o que está acontecendo com ela. 

Eu amei o livro, principalmente pelo final. Acaba fazendo a gente refletir também na nossa vida, o que aconteceria conosco se algo mudasse? Se tivéssemos outra chance.
E apesar de algumas pessoas que leram achar que ela era muito idiota de querer saber da vida passada vivendo agora numa vida melhor, eu digo que seria muito difícil a gente seguir em frente com tantas recordações de uma vida que não existiu e ainda fazer de conta que nada aconteceu.

Eu recomendo essa leitura, valeu muito a pena!!

LIVRO SEM LINK PARA DOWNLOAD!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar - Sarah MacLean - Os Números do Amor # 1


A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.

E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para
cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.

Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.

Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

RESENHA:
14/04/2016


"O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria."

Se você gosta de romance histórico você deve ler esse livro e se não gosta, leia por que você vai começar à gostar ;-)
Eu amei!

Lady Calpúrnia nunca teve nenhum pretendente para se casar. Em comparação à outras meninas da sociedade, ela é sem graça, gordinha e sem nenhum atrativo físico.
Sempre tomando chá de cadeira nos bailes, não despertava a atenção de nenhum homem.
Aos 18 anos quando estava debutando pela primeira vez, saiu correndo do salão e se enfiou pelos jardins. Estava desanimada e envergonhada graças ao vestido horroroso que a mãe a fez usar e alguns convites de homens indesejados.
Foi nesse dia que ela conheceu e se apaixonou por Gabriel St. John, marquês de Ralston e também foi nesse dia que ela viu como ele fazia jus ao seu apelido de devasso e libertino.

Dez anos depois, Callie ainda está solteira e para piorar, sua irmã de 18 anos está noiva do duque de Rivington o partido mais cobiçado da Inglaterra.
Cansada de ser motivo de pena, inclusive da sua própria irmã, ela decide fazer algumas coisas que poderiam acabar com a reputação de uma mulher. Já que ela não se casaria mesmo, que então pudesse aproveitar alguns momentos e ser feliz, então ela cria uma lista com 9 itens a fazer e o primeiro deles é beijar.... apaixonadamente! E pra isso ela procura o marquês de Ralston!!! Uhhh

terça-feira, 29 de março de 2016

Álbum de Casamento - Nora Roberts - [Quarteto de Noivas 1]


Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.


RESENHA:
29/03/16

Esse é o primeiro livro de uma série de quatro livros que conta a estória de 4 amigas de infância, que quando adultas formaram uma empresa de casamentos, a Votos. 
Cada uma delas tem uma função de importância na empresa e Mac, a nossa mocinha aqui, é a fotógrafa.

Mac é uma moça extremamente profissional que carrega feridas profundas por ter um pai ausente e uma mãe desequilibrada emocionalmente.  A mãe já teve 3 casamentos fracassados e sempre que um termina ela cai em depressão e sobrecarrega a filha com seus problemas. É uma mulher egoísta, mimada e infantil.
Mac nunca teve um relacionamento sério, nunca teve um modelo de família para se espelhar e por isso evita envolvimentos.

Carter é um professor muito educado, doce, gentil, prestativo, bonito, bem resolvido... tudo que uma mulher quer, mas é tímido e muito atrapalhado, vive trombando em tudo.
Ele e Mac se conhecem desde os tempos do colégio, quando ele já tinha uma quedinha por ela e agora voltam a se encontrar porque a irmã de Carter vai se casar e contratou os serviços da Votos.

quarta-feira, 9 de março de 2016

Clássicos Históricos 417 - Procura-se um Duque - Celeste Bradley [Noivas Herdeiras 1/3]


Inglaterra, 1815

Desejo de um coração..

A única maneira de Phoebe Millbury herdar a fortuna da família é cumprir a exigência feita em testamento por seu avô, de se casar com um duque. Mas isso é só uma parte do problema. Phoebe, que está tentando recuperar seu bom nome depois de um escândalo romântico, ainda tem que competir com duas primas, pela herança, e talvez pelo mesmo homem... até que fica conhecendo o irresistível Rafe Marbrook, marquês de Brookhaven.

Ao receber uma proposta de casamento vinda dos Marbrook, Phoebe aceita sem vacilar. Só há um porém: o pedido foi feito pelo irmão mais velho de Rafe, Calder, herdeiro do ducado, por quem ela não se sente atraída. Agora Phoebe se vê à beira de outro escândalo, enquanto enfrenta uma escolha desesperada: casar-se com Calder pelo dinheiro e pelo título... ou seguir seu coração? De um jeito ou de outro, o resultado poderá ser desastroso...

RESENHA:
09/03/2016

Livro do estilo que gosto.... amores impossíveis :-)
Eu gosto quando eles se amam e algo os impede de ficar juntos. Não tenho muito paciência pra casalzinho que faz doce e coloca empecilho em tudo.

Phoebe é órfã de mãe e seu pai é reverendo. Ela foi criada sob dura vigilância, seu pai sempre 
foi muito rígido e nunca deu carinho.

Aos 15 anos ela tentou fugir com seu professor de dança, mas o cara deu no pé na manhã seguinte. Seu pai a encontrou e deixou-a trancada no quarto por 3 meses, isso fez com que ela mudasse seus modos e fizesse de tudo para agradar ao pai.
Dez anos depois ela está com a tia Tessa em Londres para conseguir um marido, aliás, ela e e suas duas primas. 
Seu avô impôs uma condição que a primeira que se casasse com um duque receberia toda sua fortuna. Se alguém fora da família soubesse dessa cláusula, o dinheiro iria para os contrabandistas de bebida. (rs)